Busca

 
 
Superintendência do Ministério do Trabalho promove Circuito Fluminense de Inclusão da Pessoa com Deficiência
 
A Superintendência Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (SRT-RJ) vai promover o “Circuito D” (decisivo) de inclusão das pessoas com deficiência (PcD) e reabilitados do INSS, em Petrópolis, no próximo dia 15 de agosto, das 9h às 16h. Segundo o superintendente regional do Trabalho do Rio de Janeiro, Helton Yomura, o objetivo é ampliar o número de trabalhadores com deficiência ou reabilitados empregados no mercado formal de trabalho.

Na programação do evento estão palestras com especialista da área da saúde e previdência, cadastramento de currículos e serviço de intermediação de mão de obra, além da emissão de 1ª e 2ª vias da Carteira de Trabalho. Na ocasião, o Ministério do Trabalho vai esclarecer dúvidas sobre a legislação e a fiscalização realizada pelo órgão. Especialistas das áreas de saúde e previdência também estarão disponíveis para tirar dúvidas dos trabalhadores.

Durante a ação, acontecerá uma feira de emprego, com a presença de empresas que ainda não estão cumprindo as cotas de contratação de pessoas com deficiência, que oferecerão vagas de emprego.

O “Dia D” é uma data lembrada anualmente, há quatro anos, e foi integrado à Agenda do Trabalho Decente e ao Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Viver sem Limite. Agora, a superintendência do Rio está expandindo esse atendimento especial para diversos dias ao longo de quase dois meses.

Os atendimentos e serviços oferecidos são destinados, exclusivamente, para pessoas com deficiência (PcD) e reabilitados pelo INSS. O evento será realizado no Salão Nobre da Universidade Católica de Petrópolis, na Rua Benjamin Constant, 213 – Centro.
Na última noite de domingo, dia 09 de julho, no Salão Nobre da UCP foi realizado o evento beneficente ‘Frio tem Concerto’, já na sua VIII edição. A iniciativa da Pastoral da Universidade, em conjunto com os grupos musicais que compuseram a programação, teve como intuito arrecadar agasalhos que serão encaminhadas às instituições de caridade.

A programação foi conduzida pelo Coral Regina Caeli, do Colégio de Aplicação, regido pela professora Rebeca Kappaun, pelo Coral Adulto da Escola de Música da UCP e Coral Pater Noster, com arranjos e Regência de Caio Ferreira, e pelo Coral e Orquestra da UCP, ambos regidos pelo maestro Antônio Gastão. No repertório estavam músicas populares, além de arranjos especiais, como a canção “Esperando na Janela” e “You’ve got a friend in me”, que atraiu a atenção do público.



De acordo com Beatriz Celina Pires, componente do Coral da UCP, “é sempre gratificante ver o público prestigiando e ajudando numa iniciativa que pode ajudar muitas pessoas, e ver, assim, a união da música com a caridade.”

“As apresentações da série O FRIO TEM CONCERTO são sempre momentos especiais para os nossos grupos musicais. Em primeiro lugar por seu caráter beneficente. É sempre importante chamarmos a atenção para o sofrimento de quem está passando necessidade e é ainda mais importante fazermos alguma coisa para aliviar essas necessidades. Procuramos com esse concerto estimular esse gesto tão simples e tão importante que é doar algo para quem precisa, um gesto que aquece o corpo e a alma. Em segundo lugar, esses concertos são momentos importantes de congraçamento entre os diversos grupos, desde as criancinhas do coral Regina Caeli até as pessoas mais idosas que participam do Coral Adulto da EMUCP, do Coral Pater Noster e os universitários do Coral e da Orquestra da UCP. É lindo ver toda essa gente junta cantando canções populares que marcaram a nossa história, especialmente ontem, com nossa homenagem aos 100 anos de nascimento do mestre Tom Jobim. É o tipo de coisa que nos deixa ansiosos para que chegue logo a próxima edição. ” – Disse o Maestro da UCP, Antônio Gastão.

“O ‘Frio tem Concerto’ tem como objetivo ajudar as pessoas que nesse tempo sofrem com a realidade do frio. Estimamos assim que o calor da nossa caridade possa aquecer o frio dos nossos irmãos”, destacou Padre Moisés, coordenador da Pastoral da Universidade. 


Entre os dias 03 e 05 de agosto será realizado o 1º Encontro Estadual de Mediadores do Estado do Rio de Janeiro, com o tema “Desafios na Implantação da Política Pública: Contribuição dos Mediadores”, na Universidade Católica de Petrópolis.

O evento contará com a presença do Desembargado Cesar Cury, presidente do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e da Conselheira Daldice Santana, do Conselho Nacional de Justiça. Também participará do evento, o prefeito de Petrópolis, Bernardo Rossi.

O Encontro de Mediadores vai proporcionar um amplo debate acerca da Política Pública de Resolução de Conflitos, e terá a participação de autoridades e especialistas no tema, sendo de grande repercussão e relevância para o incentivo e divulgação da cultura de paz, e resolução colaborativa dos conflitos.

A UCP se destaca como pioneira no estudo da mediação no âmbito acadêmico. Quando pouco se falava sobre o tema, foi criado na Universidade um núcleo de prática em mediação para os estudantes do Curso de Direito. Em 2017, por meio de convênio com o TJ/RJ, foi criado o primeiro polo avançado de  CEJUSC do Estado do Rio de Janeiro, que funciona dentro do Núcleo de Mediação na Universidade.

De acordo com a Professora Cristiane-Maria Henrichs, Coordenadora da Pós-Graduação em Mediação de Conflitos e do Núcleo de Mediação da da UCP, “a escolha da Universidade Católica de Petrópolis, para sediar o I Encontro Estadual de Mediadores, demonstra a importância da Instituição, que hoje constitui-se em referência no tema de mediação. Além disso, pretende-se, com o evento o amplo debate culminando na apresentação de uma Carta de Recomendações”.


Compartilhar

O grupo de pesquisa “Psicologia e Mídia”, no dia 20 de julho, apresentou dois trabalhos na 11ª Mostra Regional de Práticas em Psicologia: ressignificando práticas, compartilhando experiências e construindo redes. O evento é realizado anualmente pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro desde 2006, na Universidade Veiga de Almeida, Campus Tijuca.

O estudante do 10° período de Psicologia, Rafael Botelho, e a professora Cristiane Moreira apresentaram a pesquisa “Thirteen Reason Why: repercussões e diálogos necessários para a Psicologia”.

Sylvio Pecoraro, graduado em Psicologia pela UCP, e Francyne Andrade, estudante do 9 período de Psicologia da UCP apresentaram a pesquisa que conta com apoio da FCRM e CNPq, “Psicologia e Tecnologias de Comunicação: desafios contemporâneos para intervenção com sujeitos conectados”.

“É a segunda vez que participamos da Mostra e percebo nesse espaço a oportunidade de conhecer práticas desenvolvidas por outros profissionais, trocar experiências e fomentar parcerias. Os estudantes apresentam os resultados das pesquisas, seguido por debate, o que além de divulgar o trabalho produzido pelo grupo, desenvolve competência para comunicação oral. ” – Explicou Cristiane Moreira, professora do curso de Psicologia.

Para Francyne Andrade, estudante de Psicologia da UCP, “a participação na 11ª Mostra do CRP promoveu trocas importantes, e acima de tudo, possibilitou o contato com trabalhos que pensam e trazem à tona discussão que agregam ao trabalho do grupo de pesquisa. Participar de um evento como este sempre agrega novos pensamentos, ideias, referências e também incômodos. Incômodos no melhor sentido, que levam a repensar as práticas, o que está sendo construído, o que podemos fazer em relação às questões que se apresentam. Repensar! Penso que muito de ser pesquisadora tem a ver com repensar práticas e conceitos e talvez esse seja o ponto mais importante e especial de participar de um evento assim. O que me leva a desejar intensamente e de coração, que venham os próximos. ”




O estudante Nielson Athayde de Souza, apresentou a pesquisa realizada para a conclusão do Curso de Psicologia, “O Sofrimento Psíquico em Médicos que atuam diretamente com Pacientes terminais”, orientada pela Profª Mara Carneiro de Souza Noel. O trabalho foi apresentado no grupo “Construção de conhecimento em Psicologia (Apresentação Oral) ”.

"Apresentar na Mostra foi uma experiência muito incrível. É um momento de troca de conhecimentos com diversos profissionais e estudantes de outras instituições. Eles ouviram e acrescentaram com seus trabalhos em um bate papo muito interessante. É um orgulho representar a UCP, com o tema que tanto amo falar." – Disse Nielson Athayde de Souza, estudante de Psicologia da UCP.