Busca

 
 
As formandas do curso de Fisioterapia da UCP, Jéssica Passarone Furtunato Gonçalves e Raissa Salles Santos, participaram da III Mostra de Trabalhos de Conclusão de Curso realizada no Conselho Regional de Fisioterapia (CREFITO2), no Rio de Janeiro. Elas foram selecionadas para apresentar seus trabalhos defendidos e aprovados neste mês na Universidade. O evento aconteceu no último dia 15. 

As formandas do curso de Fisioterapia da UCP, Jéssica Passarone Furtunato Gonçalves e Raissa Salles Santos, participaram da III Mostra de Trabalhos de Conclusão de Curso realizada no Conselho Regional de Fisioterapia no Rio de Janeiro.

Orientada pela professora e mestre, Dulce Amélia Santos, a aluna Jéssica apresentou o TCC sobre Atletas competidores de natação do município de Petrópolis/RJ e suas lesões mais frequentes: um olhar fisioterapêutico. Já Raissa apresentou o trabalho Treino de marcha com marcadores visuais na Doença de Parkinson. Ela foi orientada pela professora e mestre, Marília Isabel Winter Hughes Leon, que as acompanhou no evento.

“A participação da Instituição junto ao Conselho Regional de Fisioterapia, com ênfase para os TCCs que se destacaram, representa as atividades de ensino e pesquisa na área de Fisioterapia da UCP”, observou a professora.

A professora Dulce Amélia Santos destacou o papel da Universidade na formação de seus alunos e dentro da pesquisa.

“O educando deve começar a construir uma carreira de pesquisa já na graduação. O desafio da universidade é formar indivíduos capazes de buscar conhecimentos e de saber utilizá-los na sua prática profissional de forma humanizada. Para desenvolver uma pesquisa é necessário buscar o conhecimento existente na área, formular o problema e o modo de enfrentá-lo, coletar e analisar dados, e tirar conclusões. Dessa forma o aluno aprende a lidar com o desconhecido indo ao encontro novos saberes”, comenta a mestre.

Para as alunas, participar da mostra foi uma recompensa de todo o caminho percorrido na Universidade.

“Participar deste evento recompensou todas as horas de dedicação em prol da elaboração do meu TCC. Fez com que todo o sacrifício valesse a pena! Além de cativar em mim o gostinho da elaboração de conteúdo científico e participação em simpósios e congressos não só como ouvinte, mas também como palestrante.  Foi uma honra palestrar para todos aqueles profissionais”, disse Jéssica.

As formandas do curso de Fisioterapia da UCP, Jéssica Passarone Furtunato Gonçalves e Raissa Salles Santos, participaram da III Mostra de Trabalhos de Conclusão de Curso realizada no Conselho Regional de Fisioterapia (CREFITO2), no Rio de Janeiro.
Jéssica apresentou o TCC sobre Atletas competidores de natação do município de Petrópolis/RJ e suas lesões mais frequentes: um olhar fisioterapêutico

Concorda com ela Raissa, que enfatizou o trabalho desenvolvido com a pesquisa.

“A oportunidade que eu tive de participar da III Mostra foi realmente incrível. Dividir todo o conhecimento que eu adquiri ao longo de um ano de muita pesquisa sobre meu tema de trabalho de conclusão de curso foi fantástico! Os temas dos trabalhos foram ótimos e inovadores, despertando minha atenção para todas as apresentações. É de extrema importância a realização desse evento, pois é uma forma de adquirir conhecimento e transferir também, mesmo sendo de uma forma condensada. Os temas abordados despertam interesse para os ouvintes buscarem mais sobre aquilo que foi dito, permitindo novas pesquisas entre os próprios alunos e possibilitando uma gama cada vez maior de novas formas de reabilitação dentro da fisioterapia”, avaliou. 

As formandas do curso de Fisioterapia da UCP, Jéssica Passarone Furtunato Gonçalves e Raissa Salles Santos, participaram da III Mostra de Trabalhos de Conclusão de Curso realizada no Conselho Regional de Fisioterapia no Rio de Janeiro
Raissa apresentou o trabalho Treino de marcha com marcadores visuais na Doença de Parkinson
O aluno do 2º período do curso de Administração da UCP, Marcelo Roberto Barcellos Patrão conquistou o 1º lugar no concurso de estágios da Petrobras, que oferecia apenas uma vaga na Refinaria em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, para 400 candidatos. Além dele, que já está estagiando na Reduc, o estudante do 4º período do mesmo curso, Isaac dos Santos Queiroz, também concorreu ao processo, ficando em 4º lugar. O concurso aconteceu entre os meses de maio e julho e a convocação dos selecionados foi em outubro.

Marcelo Patrão (ao centro), aluno do 2º período de Administração ficou em 1º lugar no concurso de estágio da Petrobras
O aluno Marcelo Patrão (ao centro), que conquistou o 1º lugar, com os professores Ueliton Leonídio (à esquerda) e Marcelo Munch

“Fiz a prova sem saber da relação candidato x vaga e, quando veio o resultado, a surpresa: apenas uma vaga para cerca de 400 candidatos! E o melhor, fiquei na primeira colocação! O estágio tem me transmitido muito conhecimento. Venho aprendendo cada dia mais e podendo, também, aplicar tudo que, na teoria, estou aprendendo no curso de Administração”, conta Marcelo, que soube do concurso pelo professor de Contabilidade e coordenador do curso de Ciências Contábeis da UCP, Marcelo Munch, que hoje também é seu gestor no estágio no Planejamento e Controladoria da Reduc.

Para Isaac dos Santos Queiroz, “participar de processo seletivo é sempre uma experiência válida. Até para a gente ter noção se estamos preparados para encarar as oportunidades. A prova não foi difícil, 45 questões de múltipla escolha divididas em três categorias: raciocínio lógico, matemática e português. Claro que os fundamentos da graduação ajudam na hora de dar maior confiança pra escolher as respostas”, disse o estudante.

O coordenador do curso de Administração, professor Ueliton Leonídio, destaca a importância dos processos seletivos não apenas para os estudantes, mas também para a própria Universidade.

“Além de serem oportunidades de inseri-los no mercado de trabalho, são uma forma de avaliar o que é abordado dentro da universidade, que é o caminho entre os estudantes e o mercado. Quando temos resultados significativos, ficamos muito felizes pelos nossos estudantes, que se destacam e mostram suas competências, progridem na carreira e nós ganhamos destaque, evidenciando a qualidade do ensino”, frisa o coordenador. 
Trinta famílias assistidas pela Pastoral da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) terão um Natal mais gostoso com as cestas de alimentos distribuídas nesta terça-feira (19.12) em celebração ao nascimento do menino Jesus. Para levar às famílias um pouco do espírito natalino, alguns produtos típicos também foram inseridos na cesta, que é distribuída todos os meses ao grupo com doações da comunidade cristã. 

Trinta famílias receberam cestas de alimentos da Pastoral da Universidade Católica de Petrópolis  
Antes de ganharem as cestas, eles receberam palavras de fé em uma grande oração e tomaram um delicioso café da manhã. As crianças também ganharam brinquedos marcando o Natal dessas famílias.

Para Andrea da Silva, que há 15 anos é assistida pela Pastoral da UCP, essa iniciativa é uma benção na vida das famílias.

“Ajuda bastante mesmo. É muito importante para a gente e bonito esse trabalho”, conta a auxiliar de serviços gerais, que há 8 meses está desempregada e é mãe de oito filhos – com idades entre 8 e 30 anos.

O mesmo defende Elisângela Maria Moreira Bastos, de 30 anos, que há dois conta com o suporte da Pastoral. Com três filhos, de 4, 6 e 10 anos de idade, ela afirma que o papel da Pastoral da UCP com os assistidos é fundamental. 

“Faz toda a diferença na nossa vida esse trabalho, contarmos com essa cesta todo mês. Ajuda a gente bastante”, disse.

View the embedded image gallery online at:
http://200.156.15.82/web/index.php/noticias#sigFreeId96a2c6b489
A magia do Natal contagiou as cerca de 400 pessoas que prestigiaram o 42º Concerto de Natal da Universidade Católica de Petrópolis, realizado neste domingo (17.12). A apresentação aconteceu na Capela Nossa Senhora do Sion, no campus Benjamin Constant da Universidade. Mais de 200 vozes entoaram cânticos natalinos e sacros para celebrar o nascimento do menino Jesus em uma grande confraternização dos corais e grupos artísticos da UCP, além de convidados e ex-integrantes dos projetos musicais da Instituição.
Mais de 200 vozes encerraram o 42º Concerto de Natal da UCP
Mais de 200 vozes encerraram o 42º Concerto de Natal da UCP (Foto: Judá Sant'Ana)

“Toda essa maravilha de expressão de fato é um testemunho da presença do Senhor em nossa vida. Por isso que este Natal 2017 continue no nosso coração e na nossa vida como expressão de verdadeira alegria, motivo de podermos estar juntos e nos encontrar. De tornamos o mundo ainda mais interessante a partir de cada um de nós. Muitas vezes nós não podemos mudar o mundo direto, mas a partir de nós sim. Nosso coração ser melhor diante de todo esse mundo”, disse ao fim do concerto o reitor da UCP, Padre Pedro Paulo de Carvalho Rosa.

O tradicional concerto da UCP reuniu o Coral e Orquestra de Câmara e Conjunto Anima e Cuore da UCP, todos sob regência do maestro Antônio Gastão; o Coral Laus Deo do Colégio de Aplicação, regido pelo maestro Marcelo Vizani, e também Coral Regina Caeli, tendo à frente Rebeca Kappaun Henaut; o Coral da Escola de Música da UCP, sob regência de Caio Ferreira; e ainda o Coral Contraponto da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UFTPR), regido pelo ex-integrante do coro da UCP, Rodrigo Xavier.

O público se emocionou com apresentações de cada grupo, que ao final se tornou um grande coral com mais de 200 vozes, incluindo ex-componentes dos coros que embalaram o momento final com as músicas Hallelujah, Um Feliz Natal (New York), Boas Festas, o clássico Noite Feliz e Marcas do que se foi.

“Não tem como descrever a emoção. É maravilhoso poder levar alegria e a magia do Natal às pessoas que ali estavam atentas, emocionadas e participando também. O esforço de horas de ensaio é recompensado pelo resultado maravilhoso”, comemorou Francisco Silva, corista há quatro anos do Coral da UCP.